Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

cuida-te bem

A chave para resolver muitas situações do dia-a-dia como uma gripe, insónias ou a falta de ânimo pode estar à nossa volta: a Natureza. Com a Natureza podemos cuidar da casa, da saúde, da beleza sem segredos.

cuida-te bem

Como tem sido a tua alimentação nos últimos tempos?

21286744_7tBzo.png

 

Atualmente vivemos movidos pelos estímulos impostos dela sociedade de consumo e cada vez menos nos preocupamos com aquelo que comemos.
O ritmo de vida alucinante conjugado com a falta de dinheiro leva-nos a comer cada vez mais e pior, colocando em causa o bem estar, a qualidade de vida e, claro, a saúde.

Nem nos apercebemos que muitos alimentos que temos na despensa e frigorífico, aplicados na qualidade, forma e hora certa serão uma luz para uma vida melhor. E é aqui que entra a Trofoterapia em acção.

 

Mas o que é a trofoterapia?

 

A Trofoterapia é o tratamento pela alimentação ou nutrição que tem como objectivo estudar e proporcionar através dos recursos naturais, utilizando alimentos simples não só com fim de nos alimentarmos, mas também para evitar e combater algumas doenças. Para uma grande parte de problemas de saúde, existem alimentos que, se usados adequadamente, previnem ou curam as doenças e até regulam certas funções orgânicas dispensaveis à saúde.

Como a maior parte de nós não gosta de sair da sua área de conforto e prefere mantes os seus, na maior parte dos casos, maus hábitos alimentares, a Trofoterapia é pouco conhecida e aceite, pois é necessário alterar todos os hábitos alimentares para que produza efeitos.

 

Existem muitas doenças associadas à alimentação desiquilibradas das quais as principais são:

  • Desnutrição: alimentação insuficiente e falta de calorias.
  • Carências específicas: falta total ou parcial de vitaminas (cegueira noturna, raquitismo, beriberi, pelagra e escorbuto), de minerais (cárie dentária, bócio, osteoporose e raquitismo) ou de proteínas e aminoácidos.
  • Obesidade: por desequilíbrio nutricional na diabetes, nas dislipidémias, na gota, por alimentação rica em gordura, açúcares, proteínas e por alimentação pobre em fibras.
  • Diabetes
  • Doenças degenerativas: alimentação rica em gorduras saturadas, colesterol e muitas calorias e desequilíbrio metabólico que atingem o coração e os vasos sanguíneos.
  • Hipertensão arterial: consumo excessivo de sal na alimentação e gorduras.
  • Obstipação ou prisão de ventre: consumo de alimentos excessivamente refinados e concentrados com predomínio de açúcar, farinhas brancas, carne e gorduras e escassez de vegetais verdes e cereais.
  • Doenças devidas ao consumo de bebidas alcoólicas, como a hepatite aguda e a cirose hepática, o delírio tremens, osteoporose, envelhecimento precoce
  • Anemia nutricional: falta de ferro, vitamina B12, ácido fólico e proteínas verifica-se quando a alimentação é pobre em ferro e se faz a pattir de alimentos refinados, açucar e gorduras, frequente nas mulheres.
  • Contaminação dos alimentos: por metais tóxicos, pesticidas, poeiras radioactivas; por insetos ou animais (moscas, ratos e baratas); pela água contaminada; falta de higiene na confecção dos alimentos.
  • Cancro.

 

Se queres mudar a tua qualidade de vida, bem estar e prevenir muitas doenças, faz uma análise sobre como tem sido a tua alimentação nos últimos tempo, tens feito uma alimentação equilibrada? 

 

⚠️ Este post tem caráter meramente informativo. Não dispensa a avaliação por um profissional de saúde.